Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Milk And Cookies

20
Mai18

Sadness

Carolina

Se eu te disser que hoje acordei triste, que foi difícil sair da cama, mesmo a saber que o sol estava a exibir-se lá fora e o céu convidava-me para a treta de viver, mesmo a saber que havia muitas providências a tomar, acordei triste e tive preguiça de cumprir as rotinas que faço sem nem prestar atenção no que estou a sentir, como tomar banho, vestir, ir para o computador, sair de casa. Se eu te disser que foi assim, o que tu me dizes? Se eu te disser que hoje não foi um dia como os outros, que não encontrei energia nem pra sentir culpa, que hoje levantei devagar e tarde e que não tive vontade de nada, tu vais reagir como? Vais dizer “anima-te” e recomendar um antidepressivo, ou vais dizer que tem gente a viver coisas muito mais graves do que eu (mesmo a desconher a razão da minha tristeza), vais dizer pra eu meter uma roupa leve, ouvir uma música revigorante e voltar a ser aquela que sempre fui, velha de guerra. Tu vais fazer isso porque gostas de mim, mas também porque és mais uma pessoa que não tolera a tristeza: nem a minha, nem a tua, nem a de ninguém. Tristeza é considerada uma anomalia do humor, uma doença contagiosa, que é melhor eliminar desde o primeiro sintoma. Não sorriste hoje? Medicamento. Sentiste uma vontade de chorar à toa? Gravíssimo, telefone já para o seu psiquiatra. 

A verdade é que eu não acordei triste hoje, nem mesmo com uma suave melancolia, está tudo normal. Mas quando fico triste, também está tudo normal. Porque ficar triste é comum, é um sentimento tão legítimo quanto a alegria, é um registro de nossa sensibilidade, que ora gargalha em grupo, ora busca o silêncio e a solidão. Estar triste não é estar deprimido. 
Depressão é coisa muito séria, contínua e complexa. Estar triste é estar atento a si próprio, é estar desapontado com alguém, com vários ou consigo mesmo, é estar um pouco cansado de certas repetições, é descobrir-se frágil num dia qualquer, sem uma razão aparente – as razões têm essa mania de serem discretas. 
Tem dias que não estamos para cantar, dançar, ir a festas e nem pra isso devemos buscar pílulas mágicas para camuflar nossa introspecção, nem aceitar convites para festas em que nada temos para brindar. Que nos deixem quietos, que quietude é armazenamento de força e sabedoria, daqui a pouco nós voltamos, nós sempre voltamos, anunciando o fim de mais uma dor – até que venha a próxima, normais que somos.

tumblr_mp6cqmqJ1C1qdok4ro1_500.gif

 

This Is Me

Olá! O meu nome é Carolina e bom, o que dizer de mim? Tenho olhos castanhos, o meu cabelo é aos caracois e tenho covinhas. Considero-me uma pessoa demasiado extrovertida, pouco tímida, que não tolera imitações ou falsidade, sou muito direta para meu gosto, sou sempre sincera, completamente viciada em séries. Fanática por Harry Potter e Star Wars. Adoro músicas calmas que me façam pensar. As minhas línguas preferidas são Japonês, Inglês e Francês. Sou fã de animes. Muito sensível a ver filmes ou até mesmo séries e animes. Sou tanto Portuguesa como sou Francesa. Um dia gostaria de publicar um livro, ser atriz e viajar pelo mundo, são os meus sonhos desde sempre. Sou louca por animais especialmente gatos. Tenho dois gatos: Kaneki e Mickey. O Kaneki é meio laranja e tem grandes olhos verdes, dei esse nome pois é o meu personagem de anime favorito. O Mickey é da raça persa, é branco e tem olhos de mel meios amarelados. Já tive cães mas faleceram faz algum tempo e sempre se deram bem com os meus gatos. Também tenho 2 pássaros de estimação que são papagaios em miniatura, eles andam nos ombros das pessoas e podem falar se aprenderem desde pequenos. Fiquem por aqui e descubram mais sobre esta pessoinha louca que deus decidiu meter no mundo.

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.